16 de out de 2009

Minha alma é composta por água e sal
Lágrimas que desatinam a rolar pelo meu rosto amargo.
A única voz que sai de minha garganta
São soluços de uma criança indefesa amedrontada,
Querendo sacudir o mundo e destruí-lo.
Encontro-me aqui agora sozinho,
Com medo de continuar a viver
E com receio de por um ponto final na vida.
parece até aqueles pesadelos em que não se consegue acordar.
Uma confusão bipolar que deixa me tão confuso
Ao ponto de não saber até quando é loucura ou utopia.
No meio a tantos trevos vou empurrando a vida
Sem conseguir descobrir se vale a pena ou não chegar na parede.

1 Opiniões:

Anônimo disse...

Vc nao é uma bolacha agua e sal. eh um homenzao. ^^