11 de mar de 2009

Andava descalço...

Andava descalço pelos caminhos daquela provável calorosa manhã
Sentindo a brisa e os primeiros raios do sol em meu rosto
Com um tímido sorriso no rosto
Relembrava os momentos vividos naquela noite.
Vagarosamente dava cada passo pela areia
Ainda molhada e gelada.
Ah, aquela doce noite.
Em que contava as estrelas e nelas depositava juras de amor
Olhava você com o forte brilho da lua
E sem palavra pronunciada em seus tão delicados lábios
Sabia o que havia a dizer.
Andava descalço ao seu encontro
Esperando sentir seu beijo e seu forte abraço novamente...
_________________________________________

Texto feito hj msm enquanto estava no horário de almoço no Museu rs

1 Opiniões:

Anônimo disse...

O q a fome nao faz neh.



Ficou mto bom.
Deu pra iamginar a cena aki.