19 de mar de 2009

Urbano

Passando apressados pelas imundas ruas da cidade
Nunca esquece-se do Urbano.
Seja na morro da favela,
Seja em centros comerciais,
Nunca esquece-se do Urbano.
Os pobres mendigos pelas calçadas famintas,
Luxuosos restaurantes ,
Nunca esquece-se do Urbano.
Pequenos grandes profetas ,
Assassinos ocultos ,
Nunca esquece-se do Urbano.
O urbano que impreguina a sociedade
E colore esse circo alvinegro.

4 Opiniões:

Ricardo disse...

Fala Bruninho...

Seu blog está bem bacana garoto!

é iss aí.

Forte Abraço

Bruno disse...

Dalhe Bruu..!!
Agora oh..manda esse pra frente hein.! Não vai abandoná-lo.!

Se cuida, e que vc consiga expor as suas idéias da maneira mais saudavel possível.!
Se cuida.

Anônimo disse...

Não podia ter escolhido nome melhor pro blog Bruno.

Ow preto, ce bem q podia colocar um link do meu blog no seu neh? O link do seu tá lá faz décadas. =P

Pedro Amaral disse...

tah show o blog ai fera

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com