18 de jun de 2009

Óh chuva,
caia sobre meu rosto
E lave toda minha alma.
Venha de encontro com todos os imundos corações
E leve consigo toda a lama da intolerância.
Feito enxurrada estraçalhe as correntes sejas da vida.
Óh chuva,
Repouse lentamente sobre nós
E faça com que sua tempestade invada nosso ser
E nos encha de bem querer.

0 Opiniões: