4 de mai de 2009

Numa noite qualquer

Acordei de repente com o coração acelerado
Eram três da manhã
E sentia meu pranto rolar pelo meu rosto
Dando de encontro com meu coração.
Minha alma gelada gritando por ajuda,
Morrendo de desprezo,
Já não conseguia mais repousar em paz.
Sua imagem veio em minha mente.
E era nela em que buscava forças.
E era nela em que lutava pra recolorir minha vida preta e branca.

1 Opiniões:

Anônimo disse...

Caraca bruno... tá cada dia melhor hein... Gostei mto desse.